Verrine de maçã caramelada

Sempre tentando usar a criatividade para sobremesas de última hora, abro a geladeira para ver que fruta está por lá me esperando.  Havia uma época que eu levava maçã todos os dias para o trabalho, depois enjoei.  E o saco de maçãs fica lá olhando para mim, na esperança de que o bom hábito volte.  Enquanto isso não acontece, viram sobremesa.  Verrine de pomme caramelisé  tem inspiração no crumble de maçã, mas como estava quente, pedia sorvete.

Verrine de pomme, glace vanille et torta di mandorle

Verrine de maçã caramelada, sorvete e torta di mandorle
  • 1/2 xícara de bolo de amêndoa , congelado e triturado no processador de alimentos 
  • 1 maçã verde, sem casca e miolo
  • 1 colher (sobremesa) de manteiga
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 pitada de cravo em pó
  • 1 pitada de canela em pó
  • 1 pitada de noz moscada em pó
Cortar a maçã em cubos pequenos, juntar em uma panela com todos os outros ingredientes.  Cobrir até a metade da altura das maçãs com água e deixar cozinhando por 3-6 minutos, até que a maçãfique ligeiramente cozida, mas ainda firme.  Não deixar ficar mole demais, senão perde a textura certa da fruta.

Triturar o bolo de amêndoas rapidamente no processador, formando uma farofa grossa.  Colocar no fundo dos copos para servir.  Colocar por cima os pedaços de maçã cozida e regar com a calda que ficou no fundo da panela, que vai molhar a farofa de amêndoa.


Por cima de tudo, arrumar pequenas bolinhas de sorvete (usar a colher de fazer bolas de melão) e servir imediatamente.  Como o meu bolo estava congelado, ele fez uma farofa grossa e isso é melhor.  O bolo descongelou com a própria calda quente da maçã.


Comentários

Postagens mais visitadas