Bolo de Maçã da Manue


Eu olho diariamente uns 30 blogs de receitas francesas, alguns com influência italiana, outros com influência árabe, alguns só de doces, outros com pratos salgados.  Muitas vezes, encontro uma receita que tenho certeza que vai ficar muito boa, e rapidamente envio o link para meu email com receio de esquecer onde foi que vi.  Achei a idéia de como a maçã é colocada no bolo muito interessante!  A massa de bolo é a minha receita, que faço de olhos fechados.  Na verdade, só anoto medidas quando vou escrever a receita no blog.



Bolo de maçã fatiada
(bastante adaptado da receita Tôt-fait aux pommes, de La popotte de manue)
  • 120g de manteiga
  • 3/4 xícara de açúcar
  • 2 ovos
  • 1 1/2 xícara de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de farinha de trigo integral
  • 2 colheres (chá) de fermento Royal
  • 2/3 xícara de leite
  • 1 maçã verde
  • suco de meio limão
  • 1 colher (sobremesa) açúcar demerara Native
  • canela em pó
Descascar e cortar a maçã em fatias finas com a ajuda de uma mandoline, se tiver.  Encher um pirex com água e um pouco de suco de limão e colocar a maçã de molho para não escurecer.
Bater a manteiga em temperatura ambiente com o açúcar.  Acrescentar os ovos e bater mais. Juntar a farinha de trigo, intercalando com o leite, e colocar o fermento.  Bater mais um pouco e juntar por último a farinha integral.

Pré-aquecer o forno a 180 graus.

Untar uma forma de bolo inglês com manteiga e farinha de trigo.  Colocar metade da massa de bolo e acertar a superfície.  Salpicar um pouco de canela na massa.  Escorrer as maçãs da água e arrumar  por cima da massa de bolo uniformemente, deixando-as sobrepostas como escamas.  Salpicar por cima um pouco de canela e completar com o resto da massa de bolo.  Acertar a superfície com uma espátula (rapa-tudo) e salpicar o açúcar cristal por cima, misturado com canela.

Colocar o bolo dentro do forno e assar por 30-35 minutos, verificando se está assado com um palito grande, que deve sair seco (cuidado para distinguir a umidade de massa mole com umidade da maçã assando: o primeiro é pegajoso, então deixar assar mais um pouco).

Retirar do formo e desenformar morno (não quente), com cuidado para não quebrar o bolo.



Meus comentários:

Por causa da fragilidade do bolo ser dividido internamente por uma camada úmida de fruta, resolvi colocar um pouco de farinha integral: ótima escolha, ficou de consistência perfeita.

Minha melhor amiga, por exemplo, não gosta de canela, mas é necessário colocar um pó entre a massa e a maçã para absorver os líquidos que ela vai soltar e não aguar o bolo, então pode substituir por farinha de trigo salpicada.  Mas o gosto com canela ficou hiper bom - eu não troco não...

Para a superfície, o importante é o açúcar demerara, que deixa uma crosta crocante! Misture com canela, se quiser, para dar mais sabor.  Sem exageros para não pesar e atrapalhar o crescimento da massa.

A forma utilizada foi uma nova da Tramontina, bege por dentro e vinho por fora.  Muito bonita e muito eficiente.  Apesar de ser anti-aderente, não queima o bolo porque não é preta.  Procurei a foto no site da Tramontina e não encontrei...  Comprei também uma quadrada, para testar com brownie.

Comentários

Postagens mais visitadas