Utensílios que são mesmo úteis

Este post nasceu depois de uma conversa sobre coisas úteis que compramos e que realmente mudam nossa vida na cozinha e daqueles que descobrimos que são tão inúteis nos arrependemos da má compra. Depois de testes, acertos e erros, vou dar aqui a minha opinião. Lembro que é minha opinião e que pode funcionar diferente para outras pessoas, então não vale ficar aborrecido seu eu criticar um produto que você tenha carinho por ele, ok?



Mandoline
Minha vida mudou depois que comprei esse aparelho. Aliás, comprei dois de uma vez há muitos anos numa promoção. No começo nem usava tanto, só depois quando descobri como ele diminui o tempo fatiando legumes que passei a dar valor ao que paguei. As minhas duas mandolines são da marca Zyliss e fazem coisas similares. Uma somente fatia, e tem 3 espessuras para escolher. A outra, dobrável, além de fatiar, faz palito.

Triturador de alho
Um daqueles aparelhos que existe em vários modelos, incluindo o de alicate (que eu fujo, muito trabalho para limpar tem que enfiar faca para esvaziar, um terror). Esse, em forma de canoa, é interessante pois você pressiona o alho, e ele sobe triturado pelos buraquinhos para a parte de cima, e é só despejar na panela dando uma batidinha na borda.

Vidros
Eu tinha algumas dezenas de potinhos em casa, e sofria pela falta de espaço. Eram refratários de vidro baixo e largos (que usava em brandade de bacalhau) e outros um pouco mais altos (para pudim e panna cottas). Claro, esses não vou me desfazer nunca. Mas aqueles de vidro transparente estavam dando trabalho para guardar, pois não eram empilháveis e eu tinha 18 deles. Doei todos quando encontrei os da marca Weck Jars, multi-utilidades. A Weck é uma marca alemã e os potes foram originalmente criados para guardar conserva com um sistema de fechamento hermético. Comecei a perceber um "desvio de função" em alguns sites culinários franceses, onde usam para sobremesas geladas ou quentes, sem o anel  e clips de vedação e aí que me deu um "click": vou me desfazer dos antigos e trocar por pequenos e médios. Uso o 976 para mousses, panna cotta e gelatina e o 740 para pudins e receitas de forno pois têm uma altura maior para o pudim crescer e não transbordar.  Aí entra o meu terceiro utensílio sem preço.

Tapete de silicone
Quando comprei não pensei que usaria tanto! São muitas utilidades: assar biscoitos sem grudar, assar pastéis de forno sem grudar, colocar no fundo da assadeira quando faço banho-maria com os potes Weck para não saltitarem e baterem uns nos outros e essa eu também aprendi em um blog francês. C'est genial! Meus pudins agradecem. Tenho 2 lisos, sem borda e 2 com borda. Os com borda são também multi-tarefa: servem para assar massa de pão-de-ló e isso facilita o desenformar (porque são molinhos), apesar de ser difícil colocar ele dentro do forno com a massa crua. Uso um tabuleiro invertido em baixo, e resolvi esse problema. A segunda utilidade desse modelo já me salvou algumas vezes de fumaça no forno: tortas em forma aberta, que vazam por baixo ou respingos de assados são minimizados quando coloco esse tapete na prateleira de baixo no forno (pouco usada): funciona como coletor de cremes, massas de bolo mole, gordura... E como nada gruda nele, é fácil lavar e guardar enrolado.

Peneira bicuda (passe-sauce)
É uma peneira metálica em forma de funil e que eu não entendia direito a sua vantagem até usar a primeira vez. Porque é tão fantástica? Porque concentra o fluxo de líquido coado para o centro, então isso aumenta a vazão e evita transbordamentos laterais. As peneiras largas, aquelas usadas para peneirar farinha, são muito interessantes quando o recipiente coletor abaixo é um bowl de diâmetro grande, mas quando coamos um líquido como suco ou molho, aquela peneira faz um desastre no fogão e na bancada da pia, enquanto essa concentra todo o líquido no centro, deixando fiapos e temperos que se queira descartar aprisionados nela.  Muito útil, mesmo tendo achado cara.

Escumadeira de tela
Escumadeiras de plástico tem cabo grosso demais para meu porta utensílios. As de inox tem furos grandes mas não escorrem direito e arranham panelas com revestimento cerâmico ou teflon. Guardei uma porque o cabo é achatado e fino. Mas a escumadeira ideal tem tela de aço. Nela, todo o líquido passa e os sólidos mesmo pequenos ficam. Parecida com a chinesa, de pastelaria, o que estiver sendo pescado sai sequinho, sem óleo.

Lâmina descascadora de legumes (rasoir)
Nada mais genial para descascar cenouras, mas ainda tenho receio de usar em batatas e cortar o dedo, porque é muito afiada. Lembro de quando pequena ver a empregada ralando a casca de cenoura com a faca e aquelas cascas raladas voando pela pia da cozinha. Também não vejo outra maneira para descascar um aspargo fresco sem desperdício. O dentado é menos usado, e a função é fazer tirinhas de legumes macios (abobrinha, por exemplo).

Amassador de batatas (presse purée)
Esse já é fabricado por aqui há tempos mas como a maioria das pessoas ainda tem o modelo antigo, poucas pessoas pensam em aposentar aquele e usar esse. O novo modelo é fantástico porque você  espreme a batata ou o legume desejado na própria panela que fará o purée, escorrendo antes o líquido se for necessário. É tão mais fácil de lavar que até me irrito quando lembro do outro. E a força que tinha que fazer para espremer? Com esse, tudo é mais fácil.

Colher boleadora
Comprei a colher boleadora, e no melão só usei uma única vez. Em compensação, uso muito para esvaziar alguns legumes que precisam ser recheados: tiro sementes de tomates para fazer tomate recheado, tiro sementes de abóbora para fazer a abóbora recheada, mini bolas de sorvete para colocar por cima de crumbles. Muito melhor a colher comum pois tem a borda bem afiada.

Luvas de silicone
Para parar de me queimar e ter mais tempo para levar a travessa fumegante do forno até a mesa. Lembrando sempre que a mão deve estar seca, senão vai se queimar.

Listinha de alguns inúteis que já comprei (e já doei):

  • Faca fatiadora de melancia: uma faca plástica gigante feita especialmente para vencer a dureza da casca da fruta. Já me cortei com ela porque apesar de ser de plástico é mesmo muito afiada e não corta em linha reta. Perigosa.
  • Espremedor de limão e laranja em forma de alicate: o mesmo problema do espremedor de batatas, é preciso ter dedos de aço e mãos grandes para conseguir espremer bem com eles. Não valia o esforço.
  • Formas de empada individuais: eu não faço empada e é um inferno untar essas coisinhas pequenas. Substituí pela forma de cupcake de 12 furos, que são untadas de uma única vez com o pincel de silicone.
  • Facas que cortam torto tem lâmina fina: não tem marca certa, pode ser cara ou barata, mas presto muito atenção à facas que entortam a lâmina quando o tipo de corte requer força, como descascar abóbora. E não deixo mais os dedos no caminho, já me cortei. Joguei fora as que cortam torto, você nunca sabe como ela vai se comportar. Dê preferência a facas pesadas e com a lâmina mais grossa.

Comentários

Postagens mais visitadas