Risotto de abóbora

O risotto de abóbora é um daqueles pratos relâmpago de um colorido intenso e gosto também. A abóbora deve se manter firme após o risotto pronto.  É verdade que todos os risottos que vejo foto em livro de receita italianos estão banhados em caldo e fiquem a vontade de desligar o fogo um pouco antes. O cliente principal gosta de um risotto mais cremoso e sem caldo no prato.


Risotto de abóbora
  • 200g de arroz carnaroli ou arborio
  • 1 a 2 litros de caldo ou de água
  • 200g de abóbora, descascada e cortada em cubos de 2cm
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 taça de vinho branco
  • 1 cebola grande picada em pedaços visíveis
  • 1 dente de alho picado invisível
  • 30 a 50g de manteiga
  • 50g de queijo parmesão ralado
  • 1 pitada de sal
Descascar a abóbora e cortar em cubos de aprox. 2cm de lado. Reservar.

Ligar o fogo alto e refogar a cebola no azeite, sem deixar dourar.  Acrescentar o alho e misturar por 1 minuto. Colocar o arroz e misturar tudo para ele absorver o óleo, e começar a soltar o amido. Colocar a taça de vinho e mexer mais um pouco até quase secar.  Coloque uma pitada mínima de sal.

Jogar a primeira leva de caldo, aproximadamente 2 conchas, misturar e abaixar o fogo.  Ficar misturando, supervisionando enquanto o caldo é absorvido pelo arroz.  Na segunda leva de água, jogar os cubos de abóbora e  mais 1 a 2 conchas, sempre mexendo. 

Mexendo sempre, verifique o ponto: se o arroz ainda estiver duro, jogue mais água.  Conte, aproximadamente 1 litro para essa quantidade de arroz, mas isso tudo depende da panela, do fogo.  Ele deve estar ligeiramente al dente para estar considerado pronto.

Desligue o fogo, traga a panela para perto de você, coloque a manteiga e continue mexendo até ela derreter.  Coloque então o queijo e mexa até ele ficar derretido e puxa-puxa.

Não acabou aqui e esse é o segredo: coloque mais uma concha de caldo por cima do risotto, tampe a panela, e espere 5 minutos antes de servir, sem mexer nele durante esse tempo.

Regras básicas do risotto perfeito:
  1. A água deve ser colocada aos poucos, 1 a 2 conchas de cada vez, mexendo entre cada acréscimo, até ela quase secar.  Conte, para isso, 15 a 30 minutos, dependendo da quantidade de arroz que for fazer.
  2. A receita fala de cubos de caldo industrializado.  Não uso, só em último caso.  Faço com água ou faço um caldo simples de alho poró refogado que acrescento litros de água e está pronto o meu caldo rápido.  Esse caldo deve ser mantido bem quente enquanto faz o risotto.  
  3. Arroz tem que ser carnaroli ou arborio porque são os que tem um teor de amido bem alto, e que deixam o risotto cremoso.

Comentários

Postagens mais visitadas